Colégio ESPÍRITO SANTO

Canoas/RS

COE-E Local CES


TODOS CONTRA O CORONAVÍRUS

O Colégio Espírito Santo conta com a parceria de todos: alunos, famílias, professores e funcionários para juntos agirmos contra o contágio do coronavírus. Nesse sentido, a escola formou o seu Centro de Operação de Emergência e Saúde para a Educação, chamado de COE-E Local, para promover os cuidados necessários na pandemia.

Uma das ações já realizadas pelo CES é o Plano de Contingência para Prevenção, Monitoramento e Controle da Transmissão de COVID-19, já aprovado pelo COE-E Municipal e que tem seus protocolos divulgados abaixo para conhecimento de toda a comunidade escolar.

Para outras informações, utilize o e-mail: ces.responde@gmail.com

Ou ligue para o CES:
BLOCO 1: (51) 34721502 | (51) 34721722 | (51) 34726676 | (51) 34720034 | (51) 992834470
BLOCO 2: (51) 992689202
BERÇÁRIO: (51) 992817454

COMUNICADOS

Carta às Famílias do Berçário e Maternal A (19/10/2020): arquivo PDF

DOCUMENTOS FAMÍLIAS

Declaração de saúde do/da estudante: arquivo WORD
Termo de compromisso da família: arquivo WORD
Lista de locais de teste COVID-19: arquivo PDF

PROTOCOLOS CES

Clique nos títulos para ler os tópicos do Plano de Contingência CES, ou faça download do arquivo PDF.

Para o retorno presencial

Para o retorno presencial, os pais devem entregar a declaração de saúde do aluno, informando que está apto a frequentar as aulas presenciais, com atualização de dados cadastrais, termo de compromisso assinado (modelos disponíveis no site do colégio) e apresentar o comprovante do resultado para Covid-19


Na entrada do colégio

Cada bloco tem sinalizado os fluxos de entrada e de saída, informados por meio de cartazes explicativos.

O ingresso no ambiente escolar é permitido apenas para alunos, professores e funcionários.

Alunos do Berçário, da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I devem ser entregues e retirados na portaria do seu bloco, somente por um responsável, evitando aglomerações.

Em caso de necessidade de espera, os responsáveis devem respeitar as demarcações de distanciamento fixada no piso e evitar conversar com outras pessoas.

Maiores de 3 anos e todos adultos devem portar máscaras (ter mais de uma máscara para trocas). Crianças menores de 3 anos estão proibidas do uso de máscara facial.

A temperatura é aferida com termômetro digital infravermelho e só terá acesso ao prédio quem estiver com temperatura inferior a 37,8°C.

No caso de temperatura igual ou superior a 37,8°C a pessoa não entra na escola; retorna para casa, ou aguarda na sala de acolhimento até a chegada do responsável. Será orientada a procurar um serviço de saúde. O COE-E Local será informado para registro.

Ao ingressar no ambiente escolar, todos devem higienizar as mãos com álcool em gel.

Durante o período de pandemia, fica suspenso o uso de catraca.


Nas salas de aula

Os alunos são distribuídos em sala de aula conforme a recomendação de distanciamento seguro de 1,5m com o uso de Equipamento de Proteção Individual (EPI), máscara protetora facial (Decreto Estadual Nº 55240 de 10/05/2020).

Os alunos são mantidos o maior tempo possível em sala de aula, evitando a circulação no pátio.

Será mantida a circulação de ar nas salas através de portas e janelas abertas sem a utilização de ar-condicionado.

Todas as salas de aulas possuem um kit com borrifador de álcool a 70% e toalha de papel.

Lixeiras com pedal e tampa estão disponibilizadas nos corredores para descarte de lenços de papel, máscaras descartáveis e máscaras perdidas na escola.

A higienização do piso, maçaneta, corrimãos, telefones, interruptores e classes é feita a cada troca de turno com material sanitizante (álcool a 70% ou solução de hipoclorito).

Em salas do Berçário e Chão Colorido, onde a atividade pedagógica é realizada com frequência no chão, será necessário fazer troca de calçados.

Todos materiais e brinquedos de difícil higienização (fantoches, tecidos, madeiras, EVA e afins) foram retirados.

Foi reduzida a quantidade de materiais disponíveis nas salas, como livros e brinquedos, mantendo o estritamente necessário para atividades didático-pedagógicas.

Cada turma do Berçário e Educação Infantil tem sua própria caixa de brinquedos que deve ser higienizada ao final do turno e não pode ser compartilhada com outras turmas.

Cada troca de fraldas é realizada com luvas descartáveis e com higienização adequada de mãos, da professora e da criança, logo após o procedimento.


Espaços comuns: Biblioteca, Pracinhas, Informática, Laboratórios, Pátios

Nesses ambientes, somente é permitida a entrada de uma turma, ou grupo reduzido, por vez, respeitando o cronograma planejado e com controle de distanciamento.

Todos os equipamentos devem ser higienizados logo após o uso.

Não é permitida a troca de prédios e salas, sem devida comunicação por agendamento prévio.

Bebedores foram desativados (cada aluno deve ter sua garrafinha de água).

Foram sinalizadas as pias para lavagem de mãos.

Lenços de papel e máscaras descartáveis devem ser colocados em lixeiras com acionamento de pedal e tampa.

Sala de acolhimento

Cada prédio conta com uma sala higienizada e arejada, com um funcionário devidamente protegido para receber alunos com sintomas de síndrome gripal.

A sala tem capacidade de receber até três alunos por vez, aguardando a chegada do seu responsável.

Serão realizados registros de sintomas, temperatura, data de afastamento, sala e turma no caso de aluno ou segmento/setor no caso de professor/funcionário.

Logo após a utilização da sala, será feita a higienização do ambiente.


Atividades coletivas

Todas as atividades que envolvam aglomerações (festas, reuniões, gincanas, entrega de avaliações, formaturas, passeios, dentre outras) estão suspensas.

Atividades esportivas coletivas, tais como: futsal, ginástica, dança, balé, judô e outras, estão suspensas.


Refeitório

A entrada no refeitório é por turma, evitando aglomerações. As escalas são entregues para cada monitora e estão dispostas na entrada do refeitório e cozinha.

A entrada de cada turma será permitida somente após a higienização.

Os alunos são distribuídos nas mesas com distanciamento físico seguro de 2m sem o uso de máscaras faciais.

Os alunos são servidos por suas monitoras, podendo tocar somente em seu próprio alimento.

Não são utilizadas toalhas de pano no refeitório.

As mesas e bancadas são higienizadas logo após o uso com produtos sanitizantes.

O cardápio é elaborado por nutricionista, priorizando sempre a alimentação saudável para cada faixa etária.

Soninho

Cada turma do Berçário e Turno Inverso deve realizar o soninho em sua própria sala, respeitando o distanciamento seguro.

Materiais de uso próprio como, travesseiro e cobertinhas não podem ser compartilhados.

Colchonetes, tatames e trocadores serão higienizados a cada uso.


Cuidados gerais: alunos e funcionários

Orientamos que o uniforme (alunos e funcionários) seja trocado diariamente, assim como a higienização de calçados e mochilas também deve ser feita diariamente.

Não envie/leve brinquedos para o colégio.

Minimize o uso de adereços (alunos e funcionários): pulseiras, anéis, que dificultem a higienização das mãos.

Mantenha unhas curtas e cabelos presos.

Evite comportamentos sociais, tais como: abraço, aperto de mão e beijos.

Todos alunos, professores, funcionários, devem utilizar lenços de papel (ao tossir ou espirrar) e descartar logo após o uso em lixeira com tampa e pedal.

Todo o aluno ou funcionário portador de febre ou algum sintoma gripal será encaminhado para a sala de acolhimento, onde ficará aguardando a chegada do seu responsável. Só poderá retornar à escola com liberação, mediante atestado médico ou isolamento de 14 dias.

Todo aluno e funcionário deve higienizar regularmente, pelo menos uma vez ao dia, o celular, computador e tablet de uso pessoal com produto sanitizante.

Alunos, professores e funcionários não devem partilhar alimentos, utensílios, objetos escolares, equipamentos didáticos e materiais de uso pessoal.

É de responsabilidade da família comunicar a escola em caso de suspeita de Covid-19 no aluno ou familiar (confira lista de telefones e e-mail do colégio no site CES).

É importante manter telefones atualizados dos pais e da rede de suporte familiar.


Funcionários

Ao chegar à instituição e a cada troca de atividades, deve realizar a higiene de mãos, preferencialmente com água e sabão e, se não for possível, usar o álcool em gel.

Verificar a temperatura que deve ser inferior a 37,8°C.

Usar o uniforme somente no ambiente escolar, realizando trocas diárias.

Higienizar os calçados antes de circular nos prédios.

Evitar aglomerações, respeitando a escala para uso de sala de professores.

A equipe da limpeza deve usar equipamentos de EPI em todas higienizações.


Medidas de distanciamento social

O distanciamento mínimo obrigatório, nas instituições de ensino, é de um metro e meio (1,5m) de distância entre pessoas com máscara de proteção facial (por exemplo: em salas de aula) e de dois metros (2m) de distância entre pessoas sem máscara (por exemplo: durante as refeições).

Em sala de aula os alunos serão organizados de forma que se acomodem individualmente em carteiras, respeitando o distanciamento mínimo obrigatório.

Em todas as salas estarão dispostos cartazes com o teto de ocupação, compreendido como número máximo permitido de pessoas presentes, simultaneamente no interior de um mesmo ambiente, respeitando o distanciamento mínimo obrigatório.

Nos pisos dos espaços físicos, existirão demarcações para facilitar o cumprimento das medidas de distanciamento social, especialmente nas salas de aula, nas bibliotecas, nos refeitórios e em ambientes coletivos.

As entradas e saídas terão sentido único para coordenar fluxos e circulação de alunos e funcionários, respeitando o distanciamento mínimo entre as pessoas.

Todos os ambientes de uso comum, como biblioteca, informática, refeitório, pátio, praça e afins, possuirão escalonamento de horário e número de pessoas, preservando o distanciamento mínimo obrigatório, evitando aglomeração.

É vedado a circulação de pais, responsáveis, cuidadores e visitantes no interior das dependências dos prédios de ensino.

No prédio do Berçário e da Educação Infantil é permitida a entrada somente de um responsável por aluno, na recepção, respeitando o distanciamento mínimo seguro.


Medidas para grupo de risco e quando da identificação de suspeitos e confirmados

São consideradas Grupo de Risco as pessoas com: cardiopatias graves ou descompensadas (insuficiência cardíaca, cardiopata isquêmica, arritmias); pneumonias graves ou descompensadas (em uso de oxigênio domiciliar, asma moderada/grave); doença pulmonar obstrutiva - DPOC; imunossupressão; doenças renais crônicas em estágio avançado (graus 3, 4 e 5); diabetes mellitus, conforme juízo crônico; obesidade mórbida (IMC maior ou igual a 40); doença cromossômica com estado de fragilidade imunológica (exemplo: Síndrome de Down); idade igual ou superior a sessenta (60) anos com comorbidades aqui relacionadas; gestação de alto risco, além de outras a serem definidas pelo Ministério da Saúde.

Funcionários e alunos do Grupo de Risco deverão permanecer em casa, sem prejuízo de remuneração e de acompanhamento das aulas, respectivamente.

São sintomas de síndrome gripal: quadro respiratório agudo, caracterizado por sensação febril ou febre, mesmo que relatada, acompanhada de tosse ou dor de garganta ou coriza ou dificuldade respiratória.

Funcionários e alunos, em caso de apresentarem sintomas de síndrome gripal e ou que tiveram contato com pessoas sintomáticas, deverão informar imediatamente ao COE-E local que notificará imediatamente a rede de saúde do município sobre os casos suspeitos, para investigação. E em caso positivo informar a vigilância municipal.

Afastar os casos sintomáticos do ambiente da Instituição de Ensino, até o caso conclusivo da investigação diagnóstica ou até completar 14 dias de afastamento, mediante apresentação de atestado médico. Os mesmos procedimentos deverão ser adotados para aquelas pessoas que convivem com pessoas que apresentem sintomas de síndrome gripal.

Será realizada uma busca ativa diária em todos turnos, dos funcionários e alunos com sintomas de síndrome gripal. Se houver algum caso suspeito, ou temperatura igual ou superior a 37,8°C, o mesmo será encaminhado imediatamente à sala de acolhimento, será orientado a procurar um serviço de saúde para investigação diagnóstica e/ou isolamento domiciliar.

Todos os casos suspeitos afastados ou não, serão registrados em uma ficha de ocorrência com data, sintomas e por qual serviço de saúde foi atendido.

Será garantido o retorno dos alunos e funcionários após alta e a autorização da área da saúde e do COE-E local.


Medidas de cuidados e higiene pessoal

Higienizar as mãos constantemente com água e sabão, pelo mínimo de 20 segundos, nas seguintes situações:
Após o uso de transporte público ou escolar;
Ao chegar na instituição de ensino;
Após tocar em superfícies como maçanetas das portas, corrimãos, botões de elevador, interruptores;
Após tossir, espirrar e/ou assoar o nariz;
Antes e após o uso do banheiro;
Antes de manipular os alimentos;
Antes de tocar em utensílios higienizados;
Antes e após alimentar os alunos;
Antes e após as refeições;
Antes e após práticas de cuidados com alunos, troca de fraldas, limpeza nasal etc.;
Antes e após cuidar de ferimentos;
Antes e após administrar medicamentos;
Após a limpeza de um local ou de utilizar uma vassoura, panos e materiais de higienização, depois remover o lixo e outros resíduos;
Após trocar calçados;
Após o uso de espaços coletivos;
Antes de iniciar uma nova atividade coletiva.

Ao tossir ou espirrar, usar um lenço de papel descartável que deverá ser colocado imediatamente no lixo com acionamento de pedal e tampa. Evitar tocar no rosto, olhos e boca.

Todas as entradas, saídas e corredores possuirão totens com preparações antissépticas de álcool em gel 70%, para higienização das mãos de alunos e funcionários.

Para a higienização de pisos das áreas comuns, maçanetas das portas, corrimãos, puxadores, bancos, telefones e acessórios em instalações sanitárias, será usada solução de hipoclorito de sódio 0,1% (água sanitária) ou solução de álcool 70%.

A máscara é de uso pessoal e intransferível, devendo ter mais de uma para troca.

A troca da máscara deverá ser realizada pelo menos a cada duas horas, conforme determinação dos órgãos de saúde.

Máscaras perdidas na escola serão descartadas quando encontradas.


Referências

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Nota Técnica GVIMS/GGTES/ANVISA Nº 07/2020: Orientações para prevenção da transmissão de Covid-19 dentro dos serviços de saúde. Brasília: ANVISA, 2020.

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Nota Técnica Nº 18/2020 SEI/GIALI/GGFIS/DIRE4/ANVISA: Covid-19 e as boas práticas de fabricação e manipulação de alimentos. Brasília: ANVISA, 2020.

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Orientações Gerais: Máscaras faciais de uso não profissional. Brasília: ANVISA, 2020.

CANOAS. Decreto Nº 242 de 30 de setembro de 2020. Diário Oficial do Município de Canoas, Rio Grande do Sul, edição complementar 1 - 2369.

CANOAS. Decreto Nº 251 de 9 de outubro de 2020. Diário Oficial do Município de Canoas, Rio Grande do Sul, edição complementar 1 - 2376.

CRECHE SEGURA. Circular Interna sobre coronavírus, 2020.

FEDERAÇÃO NACIONAL DAS ESCOLAS PARTICULARES. Plano estratégico de retomada das atividades do Segmento Educacional Privado Brasileiro. Brasília: FENEP, 2020.

MARANHÃO, Damaris Gomes. O Retorno. Ensaio.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Coronavírus (COVID-19), 2020. Sobre a doença. Disponível em: https://coronavirus.saude.gov.br/sobre-a-doenca#definicaodecaso

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Tem dúvidas sobre o coronavírus? O Ministério da Saúde te responde! Cartilha.

OLSZEWER, Efrain. Covid-19 Uma visão Integrativa – Ortomolecular. São Paulo: FAPES Books FAPES Saúde, 2020. E-book.

RIO GRANDE DO SUL. Decreto Nº 55.240 de 10 de maio de 2020. Diário Oficial do Estado, Rio Grande do Sul, 2ª edição, Ano LXXVIII, Nº 91.

RIO GRANDE DO SUL. Decreto Nº 55.292 de 4 de junho de 2020. Diário Oficial do Estado, Rio Grande do Sul, 2ª edição, Ano LXXVIII, Nº 113.

RIO GRANDE DO SUL. Portaria Conjunta SES/SEDUC/RS Nº 01/2020 de 4 de junho de 2020. Diário Oficial do Estado, Rio Grande do Sul, 2ª edição, Ano LXXVIII, Nº 113.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. Nota de alerta: O uso de máscaras faciais em tempo de COVID-19 por crianças e adolescentes: Uma proposta inicial. Rio de Janeiro: SBP, 2020.



ENDEREÇO
Rua Tamoio, 3393
Nossa Senhora das Graças
CEP 92120-002
ALÔ, CES!
(51) 3472-1502
(51) 3472-1722
secretaria@ces.g12.br
DIREÇÃO
Missionárias Servas
do Espírito Santo
www.mssps.org.br
REDE DE ENSINO
Associação Missionária
de Beneficência
(conheça a rede)
Todos os direitos © 2019 |
Colégio Espírito Santo |
Canoas/RS