Guia de Saúde

Conforme o Observatório da Saúde da Criança e do Adolescente da Universidade Federal de Minas Gerais, crianças com doenças agudas não devem ir à aula. A escola deve passar informações para todos os pais sobre doenças que estejam acontecendo na comunidade, além de comunicar as autoridades de saúde (vigilância sanitária) para que providências de saúde pública possam ser tomadas.

Recomendação para afastamento

O estudante deve ser afastado da escola nas seguintes condições:

  • Doença que afeta o estado geral do indivíduo, com prostração, falta de apetite, irritabilidade, dificuldade para respirar e, principalmente, febre.
  • Doença que exige maior cuidado do que a equipe da escola pode dar.
  • Diarreia e vômitos.
  • Feridas na boca e salivação excessiva (estomatite, sapinho).
  • Doença exantemática com febre.
  • Conjuntivite, com purgação nos olhos ou pálpebras inchadas.
  • Tuberculose, até liberação médica.
  • Impetigo, até um dia depois de iniciado o tratamento com antibióticos.
  • Infecção febril de garganta (faringite ou amigdalite estreptocócica), até um dia depois de iniciado o tratamento com antibióticos e ter estado um dia sem febre.
  • Sarna e piolhos, até o término do primeiro tratamento tópico (quatro dias).
  • Catapora (varicela), até uma semana após o início do exantema.
  • Caxumba, até uma semana após o início do inchaço da glândula (parótida).
  • Hepatite A, durante 15 dias, sendo necessário atestado de liberação médica para retorno às aulas.

Fonte: Observatório da Saúde da Criança e do Adolescente da Universidade Federal de Minas Gerais

Febre, sintomas gripais e Covid-19

O Centro de Operação de Emergência e Saúde para a Educação (COE-E) do Colégio Espírito Santo orienta outras situações para o afastamento escolar:

  • Febre: é recomendado que o aluno com febre não permaneça em aula, porque necessita de cuidados especiais da família para uma recuperação mais rápida. Além disso, o afastamento é fundamental para proteger a comunidade escolar. Orienta-se o retorno após 24 horas de cessada a febre sem uso de antitérmico.
  • Sintomas gripais: fazer quarentena por 7 (sete) dias e ter estado um dia sem sintomas antes de retornar à escola.
  • COVID-19: fazer quarentena por 7 (sete) dias e ter estado um dia sem sintomas antes de retornar à escola.

Como a família deve agir?

A família deve:

a) Buscar a confirmação do diagnóstico da criança.

b) Levar o laudo médico para registro na Secretaria do CES.

c) Comunicar à escola casos de doença aguda em seu(sua) filho(filha) para que sejam tomadas as providências necessárias.

d) Manter o(a) filho(filha) em casa no período indicado.

e) Para retorno do aluno ao colégio, deve apresentar laudo com autorização do médico.

f) Revisar a carteira vacinal dos filhos e que sejam providenciadas as vacinas que estejam em aberto.

g) Apresentar receita atualizada de medicamentos indicados pelo pediatra/especialista/médico da família/psiquiatra.

Medicação na escola

a) A orientação é minimizar ao máximo a medicação na escola. Medicamentos com frequência de 1 (uma) a 2 (duas) vezes ao dia devem ser administrados em casa.

b) Só será administrada medicação na escola mediante receita médica atualizada com datas de início e de término do tratamento.

c) Os horários da medicação devem estar descritos diariamente na agenda (impressa ou digital), enquanto durar o tratamento.

d) A medicação deve estar em sua embalagem original, com bula, dentro da data de validade e com identificação do estudante.

e) A medicação de uso contínuo deve ser acompanhada de receita com data de validade prescrita pelo médico.

Notificação e monitoramento

Em caso de suspeita ou confirmação de doenças infectocontagiosas de transmissão respiratória ou situações que causam risco à saúde pública, todo cidadão pode fazer contato com a Secretaria Municipal de Saúde de Canoas para notificar.

  • Doenças de notificação compulsória por bactérias: Meningite; Coqueluche; Tuberculose.
  • Doenças de notificação compulsória por vírus: Influenza casos de hospitalização; Sarampo; Rubéola; Caxumba; Poliomielite; Varicela.
  • Doenças de notificação compulsória por bactérias e vírus: Diarreia

Fale com a Unidade de Vigilância Epidemiológica de Canoas por meio do serviço “Zap Saúde Canoas”:

  • Informações relativas à Covid-19: 34257623 (Whatsapp)
  • Outras informações:  34257628 (Whatsapp)

Informe também o Colégio Espírito Santo:

Bloco 3 (Berçário):